segunda-feira, 2 de março de 2009

Janela


Olha lá de longe
Os olhos que lacrimejantes te dizem adeus.
Olha para trás e sem vontade
Encara o passado que não quer mais viver
Levanta as mãos e diz "basta"!
e espera o futuro na curva da estrada tortuosa.
Solta os dedos e desfaz os nós
e se deixa sair de perto do tormento
Livra-se da sombra e caminha só
O sol que te aquece a todos queima
Fecha a porta e atravessa o destino
O que você sonhou agora é sonho de alguém
Divide a dor
Espalha a alma
Aguenta o tranco
Engole o choro
Encara a vida.
E alegra-se.
A síndrome da Scarlet passou
Jura que "nunca mais passará fome novamente"
E compra o bilhete
da liberdade
da vida
da paz.
Escolhe a dedo seu horizonte
e não permite que lhe zombem
Levanta-se, altiva, e contempla a chance
De ser feliz.
De ser.