segunda-feira, 16 de março de 2009

Esperança viva

Há muitas decisões a serem tomadas, muitos lugares para serem conhecidos, muita vida para ser vivida para ser feito só.

"Abre a porta e a janela e vem ver o sol nascer!"

E debaixo daquela roupa e daquela máscara, jazia um corpo gordo, recheado de conhecimento, de sentimentos abafados, de oportunidades perdidas, de muitos "não"s que deveriam ter sido "sim"s e muitos "sim"s que deveriam ter sido "não"s.

Mas de nada adiantou, adiantar-se para querer garantir seu lugar ao sol e, depois de três dias, encerrar o que mal havia começado por conta de decepções e desilusões desenhadas por outros na sua mente.

Explodiu em vida, cores e, pouco depois, derramou sobre si um removedor de tintas.

Olhou para os lados, para a multidão, e viu-se, mais uma vez, só na sua castela.

E não importa quantos sorrisos, ou quantas academias você se filie ou quantas taças de Chardonney você toma com suas amigas, no final do dia, você ainda volta pra casa pensando em cada detalhe, tentando descobrir onde errou, e como, por um breve momento, deixou-se pensar que era feliz e sente doer lugares tão profundos que nem sabia que existiam.

Teve por eles tanta consideração que, no final, consideração nenhuma retornou para si.

Olha o umbigo. Fixa nele o pensamento. Fita pra sempre o pequeno umbigo. E deixe que o mundo gire. Gire unicamente ao redor de ser.

Menina, que o tempo voa! Limpa as lágrimas e se desangustie. "Conforme a Sua grande misericórdia, Ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança que jamais poderá perecer, macular-se ou perder o seu valor".